segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

[Vídeo Aula] - Como encerar o carro com politriz?

Fala galera, tudo na boa?

Muitas pessoas me perguntam:

Como encerar o carro com politriz?
Qual cera usar com politriz?
Qual boina usar com politriz para encerar o carro?
Qual o mecanismo correto de encerar o carro com politriz?
Qual politriz usar para encerar o carro?

Fuja do uso de boinas de lã branca com ceras como grand prix e semelhantes no processo de enceramento pois isso irá criar marcas circulares (hologramas) na pintura do seu carro e pode até mesmo queimar a pintura e causar danos irreversíveis! Não sabe do que estou falando? Confira nossa matéria clicando aqui!

Já abordamos o tema em vídeos anteriores sobre Aplicação e Remoção de Ceras e Selantes com Politriz, caso você não tenha assistido, recomendo que assista para que possa entender o porquê devemos tomar muito cuidado com aplicação de ceras com politriz roto orbital e rotativa.

Hoje vamos entrar no tema mostrando o teste do produto Cera Líquida à Base de Carnaúba NSWAX para encerar o carro com qualidade, sem criar riscos e sem manchas, utilizando a politriz rotativa convencional.

Rodrigo, tenho a roto orbital, como faço para aplicar cera com roto orbital?

Confira nosso material sobre o tema clicando aqui!

Rodrigo, toda cera líquida pode ser aplicada assim?

Não! Muitas ceras podem trazer problemas como manchas e excesso de cera seca na peça, dificultando o acabamento final e, ao meu ver, tornando o processo de encerar com politriz algo totalmente sem sentido pois não temos nenhuma vantagem em termos de acabamento e tempo de aplicação do que se aplicarmos no mecanismo manual.

Qual a vantagem em encerar o carro com o mecanismo mostrado nessa aula?

Ao meu ver a rapidez em executar o trabalho pois fazemos a aplicação e remoção utilizando a politriz, diminuindo o esforço manual e talvez agilizando o acabamento final no processo do polimento automotivo. Comenta-se também que a fixação desta cera é favorecida com o uso da politriz, ou seja, proteção e durabilidade da aplicação maior do que se fizéssemos manualmente.

A cera de carnaúba líquida é melhor do que a em pasta?

Em termos de durabilidade e proteção ela é pior, ou seja, necessitamos encerar o carro mais vezes em um mesmo espaço de tempo do que com a carnaúba em pasta. Porém é uma cera rápida, que facilita a aplicação e remoção.

Qual o material utilizado no vídeo?

  1. Politriz rotativa profissional com regulagem de velocidade.
  2. Cera de Carnaúba Líquida NSWAX
  3. Aplicador de espuma simples.
  4. Panos de microfibra.
  5. Boina de Espuma Lustradora Spumbrill.



Rodrigo, aonde posso comprar a cera e a boina de espuma?

Basta enviar um email para vendas@rodrigogsi.com.br e fazer sua compra por nossa loja virtual no pagseguro!

Espero que tenham gostado da novidade que apresentei para você.

Um abraço e até o próximo!

www.rodrigogsi.com.br

rodrigogsi.tudonavitrine.com.br

vendas@rodrigogsi.com.br

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Curso de Polidor Automotivo Profissional Grátis em Vídeo Aulas Parte 6: Primeiro passos com a politriz profissional automotiva

Olá pessoal, tudo bem?

Dando continuidade ao nosso curso online de polimento profissional com politriz rotativa hoje iremos mostrar detalhes práticos da nossa primeira fase de polimento em um automóvel.

No post anterior mostramos o processo de Spot Test, o qual foi executado anteriormente para filmarmos este vídeo, exatamente igual ao vídeo anterior. Se você não viu, confira agora!

Iremos trabalhar em um carro com pintura original de fábrica, com cerca de 2 anos de uso em tom perolizado em base poliéster.

Cor: Preto Vesuvio (Fiat).

Medida de espessura da camada: 75 mícrons (aproximadamente 2 demãos de verniz, camada considerada fina. Exige muito cuidado no lixamento.).

Utilizamos nesta etapa o composto NSWAX X-Fine em conjunto com Lã Amarela Super Macia NSWAX (Padrão 3M) para fazer nossa primeira etapa de remoção de defeitos da pintura.

Lixamos algumas áreas manualmente com lixa Trizact P3000 à fim de remover riscos mais profundos, conforme nosso tutorial já disponível.

Após o lixamento, utilizamos o X-Fine para remover as marcas de lixa, insistindo um pouco nas áreas lixadas com rotação 3 e aquecendo levemente a chapa, à fim de maximizar o poder de corte, sem a necessidade de produtos mais abrasivos para este padrão de lixamento, dando um acabamento com alto brilho, sem marcas e sem esforço extra.

No vídeo abaixo vocês verão diversos ângulos do processo de polimento com boinas de lã 7 polegadas, inclusive em áreas pequenas e de difícil acesso com a politriz.

Confiram todos os detalhes e aprendam a técnica de polimento automotivo com boinas de lã dupla face!




Lembramos que as etapas anteriores ao polimento são:

1. Lavagem.
2. Descontaminação.
3. Análise de pintura e teste de abrasividade.

Conforme já mostramos em nosso curso online de polidor automotivo.

Vamos ficando por aqui.

Precisa de seu kit de polimento profissional? Entre em contato comigo pela email vendas@rodrigogsi.com.br e faça sua compra! Aceitamos todos os tipos de pagamento.

Um abraço!

Obrigado.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Curso de Polidor Automotivo Profissional Grátis em Vídeo Aulas Parte 5: Qual politriz comprar? Como cuidar do material de polimento?

Olá pessoal, tudo bem?

Em mais um capítulo do nosso curso de polidor automotivo hoje trago para você um bate papo sobre como escolher sua primeira politriz, quais marcas estão no mercado, quais as origens das máquinas de polimento e algo muito interessante sobre como cuidar do seu material de polimento.




É fundamental que você esteja ambientado com todo o processo de polimento e também sobre como cuidar do seu material, à fim de mante-lo em boas condições para usa-lo em seus serviços de polimento.

A lavagem correta das boinas de polimento é algo que aumenta a vida útil e mantém o padrão de acabamento. Boinas de polimento em mal estado comprometem o acabamento final.




Especialmente com boinas de espuma, devemos ter em mente que as vezes uma só boina de um mesmo tipo não dá conta de polir um carro todo, pois ela satura com os produtos (excesso de produto na boina).

Portanto, existe sempre um minimo necessário para comprar antes de querermos polir tanto nosso automóvel mas o mais importante é saber disso antes de querer polir profissionalmente.

Minha dica para uso de boinas de espuma é começar com, no minimo, 2 peças de cada tipo de boina, para evitar transtornos na hora que você estiver polindo.

Na próxima aula teremos o uso da politriz na prática, começando nosso processo prático de como polir um carro corretamente e com segurança.

Quer comprar seu kit de produtos? Envie um email para vendas@rodrigogsi.com.br e faça sua compra! Aceitamos pagamento com cartões, boleto e transferência bancária. Enviamos pelos correios.

Um forte abraço e até o próximo!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

TechLab: Tabela de Abrasividade de Boinas de Espuma para Polimento Automotivo vendidas na loja rodrigogsi.com.br: Marca Mills e Marca RolyJones

Olá pessoal.

Aqui estão as minhas recomendações de uso para as boinas de espuma de polimento automotivo das marcas Mills e RolyJones que eu uso em meus trabalhos e comercializo em minha loja virtual.

Para que já viu o meu vídeo sobre as boinas CCS 5 polegadas, certamente verá que as duas marcas nacionais acima seguem o mesmo padrão de cores das boinas apresentadas neste vídeo.

Tamanhos disponíveis: 3, 5 e 6 polegadas.

Temos em nossa loja www.rodrigogsi.com.br disponíveis os tamanhos 5 e 6 polegadas.

Com qual politriz posso usar essas boinas?

Com qualquer politriz, independente de marca e modelo, sendo adequadas ao uso com politriz rotativa e politriz roto orbital.

Qual o mecanismo de fixação destas boinas? 

Velcro. Necessita de prato compatível com as boinas e sua máquina, 5 ou 6 polegadas.

1. Boina de Espuma Amarela Super Agressiva: Corte super agressivo, remoção de marcas e oxidação pesada na pintura do veículo.
Indicada para pinturas queimadas, aonde a boina Laranja não surtir o efeito desejado.

2. Boina de Espuma Laranja Agressiva: Corte normal, remoção de riscos e marcas circulares fortes, ideal para pinturas levemente oxidadas.

3. Boina de Espuma Branca Normal Macia: Corte suave, ideal para etapa de refino para remoção das marcas causadas pelo uso das boinas Amarela e Laranja, oriundas da etapa de corte com compostos mais abrasivos.


4. Boina de Espuma Preta Super Macia: Lustro, ideal para remoção de pequenas marcas circulares após a etapa de Refino.


Com quais produtos utilizo cada uma das boinas?

1. Amarela: Compostos com alta ou média carga abrasiva. (Produtos de Corte exceto massa de polir)
   NSWAX Extra Forte
   NSWAX Ninja 3 em 1
2. Laranja: Compostos com alta ou média carga abrasiva. (Produtos de Corte exceto massa de polir)
   NSWAX Extra Forte
   NSWAX Ninja 3 em 1
3. Branca: Compostos com média, baixa e alta carga abrasiva. (Produtos de Refino e Lustro)
   NSWAX Ninja 3 em 1
   NSWAX Lustrador Universal
   NSWAX X-Fine
   NSWAX Extra Forte
4. Preta: Compostos com baixa carga abrasiva, ceras e selantes. (Produtos Lustradores e de acabamento final, cristalizadores e selantes de pintura)
   NSWAX X-Fine
   NSWAX Lustrador Universal
   NSWAX Brilho Extremo
   NSWAX Cera Cristalizadora de Pintura
1. Amarela: Lixamento P1200 ou P1500.
2. Laranja: Lixamento P2000 ou P2500.
3. Branca: Lixamento P3000 ou P5000.


Qual produtos utilizar após lixamento agressivo com lixas P1200 até P2000 utilizando politriz rotativa angular?

Polidor Extra Forte e Boina Amarela.

Qual produto utilizar após lixamento P2500 ou mais suave utilizando politriz rotativa angular?

Ninja 3 em 1 e Boina Laranja.

Qual boina usar para remover marcas de lixa P3000 ou P5000 com politriz roto orbital?

Boina Amarela e Polidor Extra Forte com rotação 5 ou 6.

Preciso de todas as boinas para fazer um polimento correto?

Recomendo sempre que compre o kit completo. Muitas vezes achamos que iremos remover marcas com produto X e boina Y, porém na hora necessitamos de maior ou menor abrasividade, devido ao fato de que polimento não é receita de bolo! Os produtos e etapas necessários para polir uma pintura variam de acordo com sua natureza, ou seja, se o carro é nacional ou importado, original ou repintado, etc.

Preciso de todos os polidores para corte, refino e lustro indicados nessa matéria?


Pelo mesmo motivo citado anteriormente, sempre recomendo que, caso esteja começando e não possua os produtos, compre sempre um polidor forte, um médio e um suave. Dessa forma você fará todas as combinações necessárias para obter sempre um resultado 100%.

Boinas de espuma são melhores que boinas de lã em termos de acabamento final?

Sim. Boinas de espuma exigem maiores cuidados com o aquecimento da chapa, porém proporcional um trabalho muito mais limpo em termos de produção de marcas como hologramas na pintura, sendo ela de qual natureza for.

Trabalhar com boinas de espuma se torna mais demorado?

Em alguns casos sim, como em repintura. Na repintura o tradicional lã, lã e espuma ainda prevalece por se tratar de um mecanismo com corte de marcas de lixa muito mais rápido e com alto padrão de acabamento final nas 3 etapas, se utilizarmos bons produtos.

Para polimento manual, preciso de todas as boinas?

Sim, especialmente no mecanismo manual. Uma boina mais agressiva como por exemplo a amarela, pode lhe poupar muito tempo e esforço na remoção de riscos da pintura do carro sem marcar a pintura como ela marcaria com uma politriz, reduzindo drasticamente o tempo de polimento e acabamento final. Assim você reduz seu esforço ao polir o carro.

Qual o adaptador necessário para uso manual dessas boinas?

Hand Pad 5 polegadas: https://rodrigogsi.tudonavitrine.com.br/admin/products/edit/index.html?id=$GN06ZlZfqIeEshT0lOO8ew

Rodrigo, quero comprar esses produtos, como faço?

Em nossa vitrine para venda direta temos os kits deste artigo disponíveis para compra sem a necessidade de enviar email e fazer a compra pelo contato direto conosco: rodrigogsi.tudonavitrine.com.br

As boinas e compostos polidores estão disponíveis à venda em nossa loja. Para verificar preços visite www.rodrigogsi.com.br e faça seu pedido pelo email vendas@rodrigogsi.com.br. Aceitamos todos os cartões de crédito e parcelamos sua compra!

Um abraço!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Curso de Polidor Automotivo Profissional Grátis em Vídeo Aulas Parte 4: Teste de abrasividade (Spot Test) como determinar qual produto usar para polir o carro?

Olá pessoal, tudo bem?

Seguindo nosso curso online em vídeo aulas sobre polimento automotivo profissional com politriz rotativa, hoje iremos ver na prática o processo de teste de abrasividade em pinturas.

O teste de abrasividade serve para otimizar o processo de polimento, diminuindo o tempo para polir o veículo e aumentando a eficiência do produto perante a pintura, eliminando etapas desnecessárias e dando o nível de correção necessário para o estado da pintura em que está trabalhando.

O processo de spot test irá mostrar ao polidor qual a combinação de produto e boina de polimento para começar a trabalhar a correção da pintura do veículo, ou seja, se necessário mais abrasão, mais etapas, menos abrasão, menor número de etapas e assim por diante.

O polimento normalmente se resume em três etapas:


  1. Corte: A etapa mais abrasiva do polimento.
  2. Refino: A etapa que remove as marcas da etapa de corte.
  3. Lustro: A etapa que faz o acabamento final realçando brilho e removendo hologramas restantes.


A etapa de Refino é normalmente aonde começamos nosso teste, conforme veremos no vídeo à seguir.




Assistindo ao vídeo você teve uma noção geral sobre o material e a real importância do spot test.

Deixo aqui bem claro o meu real interesse por essa etapa, pois é ela que pode agilizar muito seu processo de polimento bem como melhorar muito o acabamento final, reduzindo drasticamente o custo e tempo do polimento.

Precisa dos produtos para polimento?

Envie um email para vendas@rodrigogsi.com.br e faça sua compra!

www.rodrigogsi.com.br

Um forte abraço e até o próximo!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

(Vídeo Aula) Dicas simples para Lavar e encerar o carro com segurança para não riscar e danificar a pintura.

Olá pessoal, tudo bem?

Vai lavar e encerar o carro? Muitos temem a palavra encerar por achar isso extremamente chato e complexo, porém, utilizando os produtos da maneira correta além é claro de produtos que se enquadram melhor em nossas necessidades especificas (como por exemplo praticidade e facilidade de uso), isso se torna muito mais fácil e descomplicado.

Recebo algumas dúvidas recorrentes sobre o processo de lavagem e enceramento de automóveis, por isso resolvi fazer este pequeno vídeo e este post para responder às seguintes questões:

1. Qual é a maneira errada de lavar um carro?
2. Qual o problema de se utilizar panos de chão, panos velhos, toalhas velhas e camisetas para fazer a lavagem e secagem do veículo?
3. Qual é o material adequado para encerar o carro?
4. Quais são os impactos dos erros no processo de lavagem e enceramento do automóvel?
5. Como podemos fazer um enceramento rápido e fácil?

Vamos ver no vídeo um comparativo rápido entre o mecanismo de lavagem tradicional e algo mais detalhado em nossa peça de testes:




1. Lavagem com panos inapropriados e um único balde para limpeza do pano utilizando água com detergente de louça.
2. Lavagem com 2 baldes e uma das técnicas de limpeza em movimentos retos com a peça previamente lubrificada com água e shampoo automotivo.

Espero que este vídeo tenha servido para ilustrar os problemas que podem ser ocasionados pela lavagem e enceramento inadequados que, quanto mais tempo forem executados sobre a pintura, maiores serão as marcas que necessitarão de correções de pintura (polimento).

Vale lembrar que este é um pequeno comparativo e você pode encontrar material detalhado sobre lavagem, ceras, selantes e polimento automotivo em nosso canal no Youtube.

Um forte abraço e até o próximo!

www.rodrigogsi.com.br

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Como Usar Medidor de Espessura Camadas de Tinta Automotiva GX-PRO GX-CT01

Fala galerinha, tudo certo?

Neste post vamos conferir um novo equipamento para medição de camadas de tinta na pintura do veículo.

  1. O que faz um medidor de espessura?
  2. Como usar o medidor de camadas?
  3. Como analisar os valores que o medidor de camadas nos informa?
  4. Para que serve?

Confira todas as respostas nos 2 posts anteriores, aonde mencionamos e exemplificamos o uso básico do medidor de espessura na área de polimento (embelezamento detail e estética automotiva) e também na área de funilaria e pintura (repintura automotiva).

  1. Aspectos básicos sobre o medidor de camadas espessura de tinta automotiva.
  2. Uso do medidor de espessura identificando retoques de pintura.


Embora ainda seja um modelo básico de aferição das camadas sobre a chapa, não sendo possível ler especificamente cada uma das camadas presentes sobre a chapa e também não sendo possível ler as camadas em plásticos (para-choques, saias e etc), temos uma grande vantagem que é o fato deste modelo apresentar duas casas decimais na leitura das camadas.

Isso nos traz uma maior gama e amplitude nas analises, trazendo mais segurança se comparado ao modelo EM-2771 no momento de executarmos os serviços de detalhamento de pintura (polimento, cristalização, espelhamento, etc).

Vamos ver em detalhes no vídeo o processo de uso, calibragem e analises oferecidas pelo modelo GX-CT01 em formato de review (avaliação e teste de uso).



Updates!

12/03/2016: GX-PRO-CT01 apresentando problemas e inconsistência na medição de espessuras altas como resolver?

Recentemente fiz alguns testes com pequenas pontas de prova de 1000 mícrons, o que equivale à 1 milímetro de espessura. O que notei foi que este valor dava muito abaixo do esperado, cerca de 0,7mm ou 700 mícrons, algo bem fora do limite de tolerância determinado pelo fabricante. Na hora pensei que fosse algum defeito, pois no manual não existe especificação de calibragem do limite máximo do equipamento, só existe o processo para calibrar com chapa crua (0mm ou 0 mícrons). Felizmente postei esse problema e recebi uma informação importante sobre esse equipamento, vinda de um espectador americano do nosso canal.

Qual a solução para esse defeito? 

Devemos fazer a calibragem do limite superior do nosso equipamento, que se dá com uma ponta de prova de 1000 mícrons (1mm). O primeiro ponto é que esse equipamento não vem com pontas de prova para aferição, como os modelos mais profissionais vem junto em seu estojo, qual é o primeiro passo então? Simples: Vá em uma loja que trabalha com chapas acrílicas e peça um pedacinho de chapa de 1mm, assim você poderá fazer a calibragem do seu equipamento sem problemas. Eles possuem diversas outras espessuras portanto vale a pena pegar pedaços em espessura menor para fazer aferir seu micrometro digital.

Feito isso, como fazer para calibrar os 1000 mícrons em seu equipamento?


O processo é simples:

1. Você deve calibrar ele para a chapa nua nos dois materiais, ferroso e não ferroso, conforme o procedimento já detalhado no vídeo acima.
2. Confira a medição do aparelho para os dois tipos de metal com sua chapinha de acrílico de 1mm. Caso a variação seja superior à 1 ou 2% conforme o fabricante tolera, você deve calibra-lo para que reconheça essa medida como 1000 mícrons ou 1mm.
3. Com o tipo de material selecionado como Fe, tire uma medida e segure o botão Fe/Ne por 5 segundos. A palavra "CAL" irá aparecer no visor. Rapidamente posicione o medidor de espessura sobre a chapa Fe com sua chapinha de acrílico de 1mm por cima, logo você verá a indicação de 1.00mm no visor de seu medidor de espessura.
4. Faça o teste novamente medindo a espessura da chapa Fe + seu pedacinho de acrílico de 1mm.
5. Faça o teste sem a chapinha de 1mm.
6. Caso o resultado não seja 0.00mm, faça o processo de calibragem de 0.00mm conforme o passo 2 (já detalhado no vídeo).
7. Para calibrar com a chapa NfE (metal não ferroso), faça o mesmo processo porém antes de iniciar o passo à passo mude o tipo de material de Fe para NfE.

Pronto! Seu medidor de espessura está agora aferido também para medidas altas. Esse processo é fundamental para trazer confiabilidade à seu trabalho de aferimento.

Espero que tenham gostado das novas dicas de uso do equipamento.

Envie suas sugestões de temas relacionados à Análise de Pintura utilizando o Medidor de Espessura nos comentários!

Um abraço e até o próximo.