sábado, 22 de fevereiro de 2014

Tudo sobre Polimento em Vidro: Como tirar riscos de vidro, como polir vidros? Remoção de riscos profundos com lixas para vidro.

Olá pessoal, tudo bem?

Faz tempo queria trazer esse tipo de reparo para vocês que acompanham nosso trabalho no Youtube. Por fim, consegui encontrar uma peça em vidro para fazer os testes e demonstrar para vocês o processo mais crítico da restauração e recuperação de vidro automotivo: O lixamento de riscos profundos evitando ondulações no vidro, causando assim o famoso efeito de grau, assim como em lentes de óculos.

Este processo é comum em centros de reparo de vidro automotivo e exige, dentre outros, os requisitos abaixo:

  • Equipamentos apropriados.
  • Processo de trabalho bem definido.
  • Controle de qualidade e capacitação técnica bem definidos.
  • Ergonomia para o operador.
  • Estações de trabalho
O principal público ao meu ver, são proprietários e restauradores de veículos antigos, para os quais, na maioria das vezes, temos dificuldade em encontrar peças para reposição ou seu preço é elevado, viabilizando o reparo.

Durante o dia a dia do processo de lixamento e polimento em vidros e parabrisas é natural nos depararmos com algumas dificuldades comuns, como a fadiga da máquina e também nosso cansaço, sendo um processo na maioria das vezes lento e que exige muita atenção, prática e paciência.

Hoje no mercado, possuímos basicamente 3 tipos de acessórios e mecanismos para reparos em vidro:
  1. Lixas Diamantadas para Polimento e Jateamento em Mármores e Vidro: Discos específicos para uso em superfícies rígidas, para lixamento à base d'água utilizando lixadeiras à base d'água. Possuem desenho especial para maximizar o poder de escoamento e aproveitamento da água no momento do lixamento, evitando que a superficie seque prematuramente e diminuindo o uso dos recursos hídricos (em um cenário ideal de uso, com politrizes e lixadeiras à úmido). São as mais duráveis, porém em alguns casos, muito dificeis de se trabalhar até a etapa final ou até conseguir um alto padrão de refino para poder lançar mão do mecanismo de polimento com boinas de feltro e óxido de cério.
  2. Lixas Trizact (3M) para Recuperação de Parabrisas: Semelhante às lixas diamantadas e também à base d'água, porém em discos flat com menor quantidade de material abrasivo. Amplamente utilizadas em auto centers que disponibilizam este tipo de serviço aos seus cliente.
  3. Óxido de Cério e Boinas de Feltro especificas para Polimento em Vidro: O mecanismo mais simples para remoção de pequenos riscos de palheta não sensíveis ao tato, hologramas e chuva ácia. Também à base d'água, com baixo poder de corte e alto grau de segurança para ser executado em sua casa.
Os 3 mecanismos acima são demorados e exigem paciência. Muito diferente da realidade do polimento em pintura, aonde temos uma excelente gama de produtos disponíveis para efetuar qualquer tipo de reparo em praticamente qualquer tipo de tinta, quando falamos em polimento e recuperação de vidro e parabrisa, temos uma gama muito restrita de produtos (principalmente no mercado nacional). Portanto, para você hobbysta, que deseja se aventurar nesta área de polimento e recuperação de vidros, ou para você que está buscando informações do tipo "o que é polimento em parabrisa, como é feito polimento e recuperação de parabrisas" tenha em mente os pontos que irei mencionar agora:
  1. O procedimento exige tempo, cuidado, atenção e paciência.
  2. O material, na maioria das vezes, é caro e não é de fácil acesso.
  3. Exige treinamento do profissional que executa o reparo.
  4. Exige comprometimento do profissional, tendo em vista o alto risco de danificar o parabrisa devido à qualquer pequena falha no processo de reparo.
  5. Exige, na maioria das vezes, equipamentos específicos para ter volume de serviço.
Tendo alertado sobre os pontos do reparo, é natural que o serviço seja em alguns casos "honeroso" para você que busca uma recuperação de seu parabrisa ou vidro e também trabalhoso e honeroso para você que quer se aventurar e fazer este reparo por si.
Portanto, leve em conta o valor para substituição da peça no caso de avarias e também o real beneficio em investir em um kit de reparos em vidro para fazer este tipo de serviço para terceiros ou para você mesmo.

Agora, se você quer aprender como proceder com este tipo de reparo e conhecer o dia a dia da atividade de reparo e recuperação de parabrisas e vidros em geral, confira nos links abaixo o material sobre:
  • Remoção de chuva ácida manualmente:


  • Remoção de riscos leves de palhetas com óxido de cério / ceriglass e boinas de feltro:






  • Processo de lixamento e recuperação de riscos profundos utilizando lixas diamantadas:




Fotos durante o trabalho de polimento em vidros: Removendo batidas de pedra de faróis em vidro com lixas 400, 800, 1500, 3000 e 5000:







Tutorial de uso das lixas diamantadas para restauração de faróis de vidro: Como tirar batidas de pedra do farol de vidro?





Dicas de polimento em vidro:


  • Lixar ou polir com óxido de cério?


  • Polir à seco ou úmido?


  • Qual boina usar para polir vidros?


  • Usar politriz ou roto orbital?


  • Qual o tamanho ideal de boina para polir vidro?


  • Aonde comprar os produtos para polimento em vidro?



  • Qual rotação adequada?

Na rotativa eu uso entre 1 e 3, cuidando para não espirrar muito.

Roto orbital entre 3 e 6, também tomando cuidado para não espirrar muito.

Em breve iremos trazer o uso das lixas Trizact (3M) para recuperação de parabrisas.

Espero que tenham gostado do material.

Um abraço e até a próxima!

Obrigado.

Palavras-chave: polimento em vidro,polimento em para-brisa,tirar batida de pedra,polir vidros,polir para-brisas,trizact 3m,discos de polimento em vidros,como polir vidro,como tirar risco de vidro,como tirar mancha de vidro,como tirar chuva ácida dos vidros,como limpar vidros,polir vidros,como fazer polimento em vidro,material para polir vidros,óxido de cério,boina de feltro,polimento em vidro funciona,polir vidro fica bom,

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Ferramentas e Acessórios para Funilaria e Pintura Profissional: 1 - Filtro de Ar e Regulador de Pressão. O que é? Para que Serve? Como Funciona.

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje venho postar um vídeo sobre filtro de ar e regulador de pressão para compressores de ar.

Este acessório é fundamental para ter uma pintura de qualidade, vamos ver porquê?


Ao final, podemos concluir que este é o "tapa inicial" juntamente com o compressor e uma boa pistola de pintura que se enquadra em nosso cenário de uso e é dimensionada para nosso compressor, de acordo com sua produção de ar e litragem do reservatório, para que aí então possamos começar nossos trabalhos não só com pintura automotiva, mas com qualquer pintura aonde queremos alto padrão de acabamento.

Fica a dica pessoal! Não deixe de lado este acessório fundamental!

Gostou do post?

Compartilhe com seus amigos e participe enviando sugestões!

Um abraço!

Obrigado.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Como Pintar seu Carro Vídeo Aulas de Funilaria e Pintura (Parte 2): Lixadeiras, Interfaces Hookit, Lixar Manualmente, Wash Primer, Funilaria, Qual lixa utilizar?

Olá pessoal, tudo bem?

Dando sequência ao nosso papo sobre funilaria e pintura, hoje entramos no assunto uso de lixadeiras, aplicação e lixamento de Fundo PU e como e quando utilizar lixadeiras angulares e roto orbitais.

No vídeo abaixo da série "Lixamento em Funilaria e Pintura" temos uma abordagem sobre:

  • Fundo PU: Aplicação e lixamento. Fundo PU de Enchimento e Isolamento. Uso de demãos cruzadas, fundo sobre massa poliéster.
  • Lixas que devem ser utilizadas para lixar o Fundo PU (ou universal).
  • O lixamento manual com lixas adequadas.
  • O lixamento com lixadeira utilizando lixas adequadas e o processo correto.
  • Acabamento Poliéster e PU: Cuidados necessários na pintura poliéster.
  • Introdução às interfaces de espuma e de borracha para lixamento nas etapas de acabamento e corte retor no processo de funilaria e pintura (respectivamente).
  • Uso da lixadeira (politriz e lixadeira com regulagem de velocidade) na etapa de desbaste da pintura / defeito: Quando necessitamos de um poder de corte maior, podemos utilizar a máquina angular para corte reto, respeitando as regras básicas para evitar ondulações na chapa. Requer bastante cuidado no uso em todas as etapas. A interface de espuma é fundamental nas etapas de corte se estiver utilizando máquina angular.
  • Introdução ao lixamento com lixadeira roto orbital.
  • Dicas gerais sobre o uso dos equipamentos mostrados no vídeo.
Vamos ao vídeo?




Dúvida: Qual é a forma de lixar fazendo o movimento do "quadrado" Rodrigo?

Reposta:



Em um sentido (direita para a esquerda) temos uma passada, no outro sentido (cima para baixo) temos outra passada, refinando o sentido anterior. Isso em conjunto com velocidade da máquina e velocidade com que caminhamos com ela sobre a chapa nos dá um poder de corte e refino adequando, evitando ondulações provenientes do uso incorreto da lixadeira. Isto é o que chamamos de "lixamento uniforme".

Agora que já avançamos um pouco no assunto "como fazer um lixamento", vamos ao vídeo de funilaria aonde temos novas etapas de lixamento.

Após o lixamento da peça e remoção de alguns defeitos na etapa de lixamento de corte (desbaste), não são raras as vezes aonde atingimos a chapa no momento dos reparos. 

Porquê atingimos a chapa?

  • Para aplicar massa poliéster sobre defeitos.
  • Para utilizar o grampo em repuxadeiras elétricas.
  • Para remover oxidação.
  • Para remover alguns defeitos.
  • Para soldas diversas.
  • Somente porquê lixamos a peça para pintá-la.
Qual é o mecanismo e como demovemos proceder para evitar problemas?
  • Uso de anti-corrosivo de qualidade e compatível com pintura automotiva logo após ter atingido a chapa.
  • Aplicação de fundo de qualidade no período de tempo recomendado pelo fabricante do wash primer.
Quais os cuidados necessários e qual o procedimento adequado?

Vamos ao vídeo da nossa série "Pintura Automotiva como Fazer"!


Nessa nova etapa, já estamos capazes de fazer toda a etapa de preparação da superfície:
  • Remover defeitos e aplicar massa poliéster ou rápida caso necessário.
  • Ter a peça nivelada e com defeitos corrigidos já pronta para a aplicação do fundo pu.
  • Escolher lixas, lixadeiras e interfaces que se adequam a etapa de desbaste inicial (lixadeira angular).
  • Função do Wash Primer.
  • Como proceder quando atingimos a lata (chapa nua).
  • Como aplicar Wash Primer.
  • Considerações sobre a limpeza da pistola de pintura após a aplicação do Wash Primer.
Espero que tenham gostado do conteúdo!

Comente, compartilhe e participe!

Um abraço.

Até a próxima!